Um lugar para compartilharmos as coisas da família, cura interior e do cotidiano, sempre à Luz da Palavra de Deus.

sábado, 24 de dezembro de 2011

NATAL 2011 - ASPECTO CRISTÃO TV - 24.12.2011

NATAL 2011 - ASPECTO CRISTÃO TV - 24.12.2011




ASPECTO CRISTÃO TV
NATAL 2011
24.12.2011

Saudação natalina do Pr. Josias de Almeida Silva

Mensagens com o Pr. Carlos Roberto Silva e Sarah Virgínia Silva e Silva

Louvor com Paulo César Baruk e Ademar de Campos

2 comentários:

Filho de Jacó disse...

Natal, Celebração ao Poder do Deus Dinheiro
Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao Dinheiro. (Mateus 6, 24)


É bom primeiramente lembrar que ninguém sabe qual foi o dia e o mês do Nascimento de Jesus Cristo. A Igreja Católica escolheu o dia 25 de dezembro como data do nascimento de Jesus e todos aceitaram como verdade. E assim, a grande força econômica e envolvente criou o Grande Império do Comércio e a Celebração ao Poder do Deus Dinheiro neste dia tão esperado do ano.
Muitos Cristãos acreditam que na época de Natal estão comemorando o nascimento de Jesus Cristo, mas na prática, celebram mesmo o Poder Econômico do Deus Dinheiro. No Natal, a preocupação é como se fartar com um banquete cheio de guloseimas, peru e uma mesa farta de Alimentos e bebidas. O poder da Gula, neste dia é muito grande e o poder das bebidas embriagam os homens até derruba-los ao chão ou faze-los perderem a razão. Os caríssimos presentes são dados neste dia para alegrar mais os entes queridos, e todos ficam felizes pelo grande consumo que o Deus Dinheiro lhes oferece. A felicidade é geral entre os Ricos e empresários que ganham fortunas nesta época tão festejada. Quase todos saem ganhando muito nesta época, principalmente as igrejas com as tão amadas ofertas e fartos dízimos. Quanto aos pobres, nescessitados e oprimidos, só lhes restam esperar que os Verdadeiros Cristãos se lembrem deles e ter o prazer de ver a grande festa que acontece entre os fiéis servos do Dinheiro. Os Verdadeiros Cristãos se encontram em extinção, mas, para alegria dos nescessitados, aparecem alguns caridosos que lhes oferecem um pouco de sopa e algumas cópias de brinquedos para seus filhos. Quando aparece algum nescessitado pedindo comida ou ajuda aos atuais religiosos, quase sempre ouve o que parece verdade mas não é; Dizem os religiosos: - Não devemos dar o peixe para o nescessitado comer, temos é que ensinar ele a pescar seu próprio peixe, senão, ele fica no costume de só pedir. Mas, quem se oferece para ensinar o nescessitado a pescar seu próprio peixe? Ninguém tem tempo para isso, e quase todos dizem: - Isso é dever do Governo e não nosso. E assim, o Natal é uma grande tristeza e tambem um dia de grande sofrimento para os miseráveis que apenas assistem o desfrutar dos que estão financeiramente seguros e que são fiéis servos do Poderoso Deus Dinheiro. O frio, a fome e a miséria esmagam os cansados e abandonados pela Sociedade Consumista nesta época. E a grande alegria da festa de Natal entre os Orgulhosos Consumistas e entre os Ricos Empresários, provoca uma grande revolta e um desesperado sofrimento entre os esquecidos e oprimidos, que ainda esperam um conforto no amor do Verdadeiro Deus. Assim, com a boca louvamos e adoramos ao verdadeiro Deus, mas, o nosso coração está grandemente empenhado em servir e idolatrar ao Poderoso Deus Dinheiro.



Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.
(Mateus 6:19-21)

Pr. Carlos Roberto disse...

Olá Filho de Jacó,

A Paz do Senhor!

Se alguém celebra o poder do dinheiro no dia destinado ao Natal, lamento isso, porém registro aqui que não é o nosso caso.

Se porventura o amado teve a oportunidade de assistir o programa, verá que a sua observação não cabe, pelo menos aqui.

Cremos que devemos comemorar, de fato, o nascimento de Jesus, todos os dias, por isso mesmo, não ficaremos sem fazer isso no dia 25 de Dezembro, ainda que temos a consciência que esse data é simbólica e não real.

Todo o dia é dia de se celebrar a Cristo e evangelizar, inclusive 25 de Dezembro, essa é a nossa opinião.

De qualquer forma, o direito ao contraditório é uma das faces da democracia e da liberdade de imprensa, por isso fica aqui registrado o seu pensamento.

Deus te abençoe!

Um grande abraço,

Vossos conservos em Cristo, os apresentadores,

Pr. Carlos Roberto & Sarah Virgínia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails