Um lugar para compartilharmos as coisas da família, cura interior e do cotidiano, sempre à Luz da Palavra de Deus.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

COMADESPE FEMININA - Cartão de Natal 2009



Clique nas imagens para visualizá-las em tamanho original

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

ABRAÃO - FÉ A SER IMITADA



FÉ A SER IMITADA



Como será que Abraão viveu e venceu o dia a dia?


Solto o pensamento, e fico a imaginar como foram vividos por Abraão e Sara aqueles dias de espera que precederiam a benção final.


Lá atrás, quando do seu chamado por Deus, quando ainda era Abrão, será que houve questionamentos de sua parte? Afinal, era para deixar tudo, inclusive parentela, pai e mãe, e viver na única e total dependência de Deus. Agora ele saberia se quisesse é claro, como seria ser servo e filho de Deus. Seus cuidados e dilemas teriam que ser cuidados agora, única e exclusivamente por Deus.


A cada trecho do caminho, novas experiências, desafios a serem enfrentados, e alguns deles, fizeram com que o campeão de Deus, tomasse uma direção errada e que prejudicaria não somente a si, mas os que estavam a sua volta. Era necessário continuar prosseguindo em conhecer a Deus, para chegar ao alvo por Ele estipulado.


Muitas vezes afirmamos conhecer alguém, pelo simples fato de havê-lo visto em algum lugar ou até mesmo por havermos sido apresentados. Porém, o verdadeiro conhecimento implica em profunda vivência e real comunhão.


Com Deus não é diferente, quanto mais nos aproximamos do Pai em entrega confiante e incondicional, em comunhão fiel e continua, numa busca interessada pelos Seus valores, tanto mais o conheceremos e dEle nos tornaremos conhecidos. Assim viveu Abrão e posteriormente Abraão e foi coroado por Deus.


Dia a dia, fizesse chuva ou sol, noite ou dia, tenebrosos ou não, lá estava Abraão desenvolvendo sua intimidade com Deus, e essa comunhão fazia se notar através de seus gestos e ações.


O nosso parceiro na “aliança” é fiel, continuemos olhando para Ele.


O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade

Fique na paz do amado e até breve.

Sarah Virgínia

domingo, 13 de setembro de 2009

DOCE NOME - Na voz de Tirza





"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade!"
Fique na paz do Amado e até breve!
Sarah Virgínia

sábado, 12 de setembro de 2009

COMO SER MULHER SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS


Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.” Gn 2.18

A muito se fala sobre mulheres e o seu padrão segundo a Palavra, porém não é tarefa fácil, pois há sempre os críticos de plantão.

Isso é coisa do passado, foi para um determinado período, é um retrocesso”, e por aí a fora.

A verdade é que eu creio na Bíblia Sagrada, regra de fé e prática para aqueles que servem a Jesus Cristo em espírito e verdade.

É óbvio, que não é fácil trilhar os caminhos norteados pelo Senhor em relação ao matrimonio, principalmente quando nossa natureza pecaminosa e insubmissa quer se sobressair. Mas, quando deixamos de lado o “eu” e permitimos que o amado Espírito Santo nos dirija, os espinhos já não machucam tanto e podemos gozar da beleza e do perfume das rosas, na vida a dois.

O coração do seu marido está nela confiado. Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida. Conhece-se o seu marido nas portas, quando se assenta com os anciãos da terra; ...como também seu marido, que a louva dizendo: Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior.”

Será que estou doida em escrever sobre isso, quando há tantos casamentos desmoronando e outros tantos acabados?

Acredito veementemente que não, e que sempre vale a pena trilhar o caminho do amor e do perdão. Jesus é o nosso maior exemplo e como seus seguidores, devemos imitá-lo.

Talvez você diga: “Mas Sarah, você sabe o que eu passo, o que ele fez ou faz comigo?”

Por que você acha que nos foi deixado no livro de provérbios 31.10-31, estas falas, nas quais ressalto os versos que citei acima?

A Palavra de Deus não se contradiz, cabe a nós, com amor, buscarmos a Ele, para que nos sejam revelados os seus pensamentos à nosso respeito.

Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor: pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” Jr 29: 11

Enquanto escrevo, oro para que o Amado Amigo Espírito Santo, faça a obra necessária em seu coração, se você permitir, é claro.

Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede o de rubis.”

Rubi é uma pedra preciosa vermelha. Os naturais são excepcionalmente raros, mas produzem-se rubis artificialmente que são comparativamente baratos. O Rubi tem dureza 9 na escala de Mohs e entre as gemas naturais somente é ultrapassado pelo diamante em termos de dureza. Todos os rubis naturais contem imperfeições. Quanto menor o número e menos obvias as imperfeições mais caro é o rubi.

“... Mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.”

O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade.”

Fique na Paz do Amado e até breve!

Sarah Virgínia

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

ABAIXO TODA A PRESUNÇÃO - A GLÓRIA É DE DEUS


A Glória é de Deus

"No meio está a virtude", diz um conhecido provérbio.

Encontramos pessoas que por vezes se tornam até ridículas em sua falsa modéstia.

Por outro lado, não pode haver coisa que mais aborrece do que uma pessoa vaidosa. Infelizmente a natureza humana se mostra vaidosa com freqüência.

Até mesmo aqueles dons reconhecidamente espirituais podem tornar a pessoa orgulhosa, permitindo-a sentir-se superior, como se o dom que recebeu não fosse uma dádiva recebida de Deus, e que se não estivermos zelando bem, ele pode nos tirar a qualquer momento.

Infelizmente não é raro vermos pessoas caídas da “graça” e que tentam a qualquer custo ainda fazerem uso dos “seus dons”, mais estão como o sino que apenas tine, só há barulho.

A natureza humana se mostra vaidosa com freqüência, e vez ou outra, vemos e sabemos de pessoas que estão usando os dons que o Senhor lhes emprestou , tentando assim tirar proveito dos outros em um momento de dor, de aflição, de expectativa frente às ameaças da vida.

Pregadores sem unção estão nos dias de hoje, tentando “pegar” os incautos com toda sorte de falácias.

"Profetas", a seu bel prazer predizem o que já está a vista, não precisando de nenhuma revelação sobrenatural.

Qual será o espírito que está atuando, hein?

Humano, diabólico ou Santo? Atos: 16: 16 e 17.

Rezadeiras crentes?...

E isso existe?

Infelizmente sim, e ainda levam o tal que recebeu a benção para contar na igreja, como que para se promover ou se auto-afirmar. Até contar a benção, pode ser, mas dizer que foi tal pessoa que intercedeu, aí já é demais.

A Glória é única e exclusivamente de Deus. Somos instrumentos e vasos de barro, e que para que não haja soberba, vem o "espinho".

E como incomoda um espinho na carne!

"...digo a cada um de vos que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convém; mas que pense de si sobriamente." Rm 12: 3

A presunção é um vicio terrível, mesmo quando temos motivos para nos envaidecermos.

Que o Senhor nos guarde de tal presunção!

"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e verdade"

Fique na Paz do amado e até breve!

Sarah Virgínia

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

DEUS DA MONTANHA

MEDITE NA LETRA DESTE HINO


"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade."
Fique na Paz do Amado e até breve!
Sarah Virgínia

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

OS VALES SAO NECESSÁRIOS


OS VALES SÃO NECESSÁRIOS

De vez em quando acontece, e ontem foi um desses dias: quente, claro e belo; dá vontade de andar, estar com amigos, cantar, enfim, fazer coisas que só nos alegram.

Mas, infelizmente nem sempre é assim. Nem todos os dias são ensolarados, e a noite sempre segue o dia. Quando há montanhas, são necessários também os vales.

Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estas comigo”.

É essa certeza e segurança, que nos faz seguir em frente, a despeito de qualquer coisa e circunstância, não estaremos a sós quando na travessia do vale.

Repentinamente, podem surgir ventos fortes, tempestades violentas e as sombras formarem imagens assustadoras, mas ainda assim, poderemos contar com a segurança do Sumo Pastor em todo o trajeto.

Lembre-se: o seu destino é a montanha, porém a passagem pelo vale torna-se imprescindível, pois estes têm mais abundância de água, que supre a necessidade da vegetação no alto da montanha!

JESUS convidou:
Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre” Jo 7.37,38

Os vales não existem para deprimir, irritar ou fazer-nos estremecer. São passagens que nos levarão a uma intimidade ainda não experimentada com o Sumo Pastor.

Se estiver num vale e o sol não aparecer, não tema. Seu Pastor, o Filho de Deus, está com você. Falo por experiência, e creia: isso é tudo que importa, pois não faltará a “graça”.

Tudo faz parte do plano de Deus, afinal, Ele tem um propósito eterno.

Fique na paz do amado e até breve.

O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade”.

Sarah Virgínia

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A RESPOSTA DE DEUS


A resposta de Deus
"Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas. Eis que eu te sararei." 2Reis 20.50
Em muitas mentes tem se levantado dúvidas e indagações a respeito da maneira como Deus responde ás nossas orações.

Para as pessoas, talvez menos confiantes ou menos submissas, parece que o Senhor está sempre a lhes dizer não; para outros poucos chegados ao ministério da oração, a idéia que têm é que nem cheguem ao conhecimento de Deus.

Felizmente, dentro da experiência de vários outros, há sempre uma resposta da parte do Pai.
Sem dúvida, esta pode ser positiva ou não, mas existe uma resposta, o que é muito importante.

A verdade é que, os desígnios de Deus estão intimamente ligados aos seus atributos e é exatamente por isso que muitas vezes não conseguimos entender por que tantas orações, feitas com fé e confiança, não são atendidas de forma positiva como se esperava.

Entretanto, contamos com maravilhosos e extraordinários exemplos de um atendimento positivo e imediato, a muitas orações específicas dirigidas a Deus.

Veja este exemplo.

Um jovem sapateiro feriu o pé num dos instrumentos usados em sua oficina de trabalho. Não levando muito a sério a gravidade do referido ferimento, este se agravou de tal forma que, à primeira vista os médicos acharam que a única solução seria amputar aquele membro.

Ciente a respeito da opinião médica, o jovem abalou-se muito. Analisou em seguida todo o seu comportamento e testemunho religioso e chegou à triste conclusão: inutilidade total. Nada aconteceu de importância que representasse um credito espiritual a seu favor. Chorou amargamente. Mas depois, juntando a limitada fé e confiança que ainda lhe restavam, dirigiu-se ao Senhor com toda honestidade, pedindo-lhe que lhe poupasse daquela dolorosa experiência e que, sobretudo, lhe desse uma nova oportunidade de serviço e vida útil à Sua causa. Sentiu-se confortado ao concluir sua oração.

Na hora da cirurgia, dois médicos apareceram preparados para realizá-la, entretanto, ao examinar o pé do jovem, o médico assistente interrogou, confuso o colega cirurgião:

-O senhor está mesmo decidido a efetuar a amputação desse pé?

Virando-se para examinar mais uma vez o pé do sapateiro, o médico, pasmado, argumentou com o seu assistente:

-Não posso entender isso! Ainda onde constatei que até os ossos já estavam contaminados e agora vejo que não aconteceu apenas uma melhora no quadro, porém, aconteceu uma cura radical! Parece até um milagre...

Fique na paz do amado e até breve.

Sarah Virgínia

sábado, 13 de junho de 2009

ASSEMBLÉIA DE DEUS MINISTÉRIO PAULISTA REALIZA CONGRESSO DE SENHORAS



Aconteceu ontem, 12 de Junho de 2009, a abertura do Congresso de Senhoras da Assembléia de Deus - Ministério Paulista, filiada à COMADESPE, presidida pelo Pr. José Carlos Borges, cuja séde está situada à Avenida Antônio José Bentz, nº 391 - Jardim Irene - Capital.

Os trabalhos estiveram sob a direção da irmã Rosa Borges, esposa do pastor José Carlos, tendo a Palavra de Deus sido ministrada pela irmã Sarah Virgínia Silva e Silva, Presidente da COMADESPE FEMININA, a qual discorreu sôbre o tema do evento, baseado em Provérbios 30:32 que diz:

"Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa sim será louvada."

O evento contou ainda com a participação de diversas Igrejas da região, as quais levaram grupos musicais formados por mulheres que participaram na área do louvor.

O clima foi de muita edificação, louvor a Deus e exortação através da Palavra do Senhor.

Ao final, era notória a satisfação de todos e a manifestação da presença do Senhor em cada vida.

Registramos o carinho e respeito com que fomos recebidos.
Sarah Virgínia

quarta-feira, 20 de maio de 2009

CONFIANÇA DO NO SENHOR


CONFIANDO NO SENHOR

"Vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir e, abrindo-lhe a boca, encontrarás um estáter; toma-o e dá-lhe por mim e por ti." Mt 17.27

Numa classe de crianças, foi contada a impressionante história de Jesus e de Pedro, resolvendo um problema sobre pagamento de impostos, através de uma moeda encontrada na boca de um peixe.

O pequeno Raul ficou cheio de esperanças, lembrando-se da multiplicidade de problemas financeiros que envolviam sua pobre mãe viúva.

Quanto mais o menino pensava na maneira como se desenrolou a história que ouvira, mais ele ia se convencendo de que Jesus poderia fazer hoje coisa semelhante por eles. Tanto insistiu nesse pensamento que, esvaziando o seu cofrinho, juntou as poucas moedas que havia economizado e foi correndo à peixaria mais próxima. Ali, se dirigiu ao rapaz que atendia aos fregueses, pedindo-lhe:

- Quero comprar um peixe de entre os maiores que houver.

O moço gentilmente explicou que, os peixes maiores custavam muito mais caros.
Vendo então, que o dinheiro que levava não seria suficiente, Raul pensou um pouco e por fim acrescentou:

- Moço, na verdade eu preciso apenas de uma cabeça de peixe.

- Ah, isso se arranja facilmente, disse o peixeiro, e posso lhe conseguir uma bem grande e por um preço bastante pequeno!

Efetuando a compra, o garotinho saiu radiante de alegria, na certeza de estar dando os passos finais na solução de tantas dificuldades. Correu, levando pra casa a cabeça do peixe embrulhada num pedaço de jornal. Na cozinha, colocou-a sobre a mesa e foi procurar a mãe, para agora lhe contar sobre a história que ouvira a respeito de Jesus. Relatou-a com todos os detalhes e por fim, exclamou:

- Mamãe pode estar certa de que agora vamos pagar todas as nossas dividas!

Logicamente não havia nenhuma moeda na boca do peixe, como esperava o pequeno órfão. Esse fato veio abalar a fé da criança naquele momento, porém, limpar a mesa, casualmente a mãe deparou com o seu nome impresso no pedaço de jornal que embrulhava a cabeça do peixe.

Lendo com atenção, tomou conhecimento de que se tratava de um anúncio que certo advogado fizera publicar, convocando-a ao seu escritório a fim de lhe comunicar a respeito de uma herança que lhe fora deixada por um parente que acabara de partir. Inacreditável! Surpreendente!

O milagre esperado pelo menino acabou acontecendo, embora de forma diferente.

De joelhos, mãe e filho deram graças ao Senhor pelo socorro que tão oportunamente lhes enviara.

Nem sempre Deus responde às nossas súplicas da maneira que esperamos, nem por vias tão diretas ou processos semelhantes a outros já acontecidos, porém felizes são aqueles que nele confiam.

"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade."

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

terça-feira, 19 de maio de 2009

PERDOAR E SUPORTAR PARA VER A DEUS

Um dos exercícios mais difíceis na vida cristã é esse: suportar e perdoar.

Todos nós, vez ou outra temos que lidar com essa questão do perdão. Nós humanos, somos assim mesmo.

Suportar situações de afronta, de covardia e de humilhação não é fácil e nunca será.

Precisamos estar revestidos com as armas espirituais para não deixarmos que a nossa natureza fale mais alto, pois assim não operará a justiça de Deus.

Podemos estar no limite e plenos de razão, porém isso não nos dá o direito de fazermos justiça com as próprias mãos.

Como Ana sofreu...

O escárnio de Penina não lhe dava o direito de revidar da mesma forma que a outra agia. Já pensou o que é ter uma competidora todos os dias a irritar para embravecê-la? Era isso o que acontecia com Ana.

Penso eu que Ana, assim como todos nós mortais, também se enfurecia, mas tinha uma diferença: ela bem conhecia o poder do Senhor, por isso endereçava a Ele seu clamor, sua queixa e petição.

Enquanto não entendemos isso, ficamos a dar voltas intermináveis, como o povo na travessia do deserto. Uma viagem que era para ser feita em horas, durou intermináveis 40 anos.

A rebelião deliberada e a revolta nos leva por caminhos tenebrosos e que poderiam ser evitados, dificultando assim o processo de cura.

A fórmula certa é só Deus, através de Jesus nosso advogado, que pode nos dar. Por isso, continuar olhando para Ele e buscando Dele, é a melhor saída.

"Suportando-vos uns aos outros... perdoando-vos... como Cristo os perdoou."

Talvez você tenha a firme determinação de não esquecer algo que lhe fizeram.

Olhando para Cristo e seus ensinos, será que convém manter-se nesta postura? Permita que essas expressões acima abalem a sua determinação.

Temos que agir como Jesus, nosso Mestre e Senhor, perdoar aqueles que nos fazem mal.

"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade."
Fique na Paz do Amado e até breve!
Sarah Virgínia

segunda-feira, 11 de maio de 2009

O MELHOR É ORAR


"Levantou-se Ana e, com amargura de alma orou ao Senhor, e chorou abundantemente" (1SM 1.10).

Oração é carga e descarga.

A mulher que ora aprende a descarregar diante de Deus uma porção de coisas inúteis e tremendamente exaustivas. Ela deixa que o temor, a ansiedade, a aflição, o desanimo e a confusão de rosto saia da sua mente. Uma leveza e bem estar enchem o seu coração.

Quando a pessoa peca e o pecado fica lhe oprimindo, padece de uma tristeza interior associada ao senso de culpa e remorso. A pessoa que tem o habito da oração sabe livrar-se desta carga tão incomoda.

Não foi exatamente isso que a mãe de Samuel fez?

Ela estava a ponto de estourar por causa do ciúme e das provocações de Penina. Seus nervos não agüentavam mais.

Ainda bem que Ana se lembrou de estar diante do Senhor e abrir-lhe a alma.

Contou-lhe tudo, desabafou, derramou seu excesso de ansiedade e aflição. Deixou os problemas nas mãos Dele. Isso é descarga.

Não se trata apenas de descarregar. Na prece fervorosa, outras coisas tomam o lugar daquilo que sai. A mente fica cheia outra vez.

A carga, porém, é bagagem útil, gostosa e sem peso.

A mulher que ora recebe uma “ração” que a susterá por muitos dias.

Não está escrito que o semblante de Ana já não era triste ao sair do templo e ao seguir o caminho de casa onde encontraria a mesma Penina de sempre?

É isso que a oração faz, um benefício enorme a quem recorre a ela e reconhece que Deus pode socorrê-la.

Neste inicio de semana e na “força do Senhor” façamos o firme propósito de perseverar na oração e seremos vitoriosos em nome de Jesus.

Ana orou com propósito, façamos o mesmo.

"O Senhor procura os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade."

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

sábado, 9 de maio de 2009

GRUPO LOGOS - ESPINHOS

"O SENHOR PROCURA VERDADEIROS ADORADORES, QUE O ADOREM EM ESPIRITO E VERDADE"


Fique na paz do amado e até breve.

Sarah Virgínia

sexta-feira, 8 de maio de 2009

QUAL NOME ATRIBUEM A VOCÊ?

"Também serás uma coroa de adorno na mão do Senhor, e um diadema real na mão do teu Deus." Isaías 62: 3

Ao deparar-me com esta passagem bíblica no dia de hoje, o amigo Espírito Santo acalmou meu coração, quanto a algumas questões que com certeza afligem o coração daqueles que procuram andar no caminho do Senhor, a despeito do relativismo que tem permeado muitas situações atualmente.

Infelizmente muitos não estão se importando de serem conhecidos por outros nomes e, nesse caso, a identidade de cristão está sendo deixada de lado.

Exemplo: Você já deve ter identificado alguém que por gostar muito de doces, findou sendo chamado de "fulano do doce".

Normalmente as pessoas são conhecidas pelo motivo que mais as fazem sobressaírem, e não por outros que possa ter. Muitas também não fazem nada de qualidade para se destacar.

Aqueles que se destacam, andam ou andarão por um caminho que custa tempo, suor e luta. Muitos, porém, se contentam em ser apenas "João" e nada mais! Ser apenas um "João" como centenas de outros, sem qualquer qualificativo que os diferencie dos demais.

Ainda bem que há milhares, milhões de servos do Senhor que são coroa de adorno na mão do Senhor, e um diadema real na mão do seu Deus.

Aleluia! Tenho certeza que você conhece e lembra-se de alguns neste momento, os quais são verdadeiros guerreiros e heróis da fé.

Aquilo que fazemos, fala aos outros do que somos.

É necessário então, que ocupemos nossa vida com atividades que dignifiquem o nosso nome, mas é também importante que sejamos identificados por um nome que nos qualifique como Filhos de Deus, herdeiros com Cristo ou, simplesmente servos do Senhor.

Em oração, peçamos a Deus que nos ajude a ser dignos de um nome que fale realmente daquilo que somos e daquilo que realizamos como cristãos.

E você é um "João" e nada mais?

"O SENHOR PROCURA VERDADEIROS ADORADORES, QUE O ADOREM EM ESPIRITO E VERDADE"

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quinta-feira, 7 de maio de 2009

ANTES DE CRITICAR


Antes de criticar, verifique seus próprios defeitos e limitações.

Um casal de recém-casados mudou-se para um bairro muito tranqüilo.

Na primeira manhã que passavam na nova casa, enquanto tomava o café da manhã, a mulher reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal.

Comentou então com o marido:

Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando é de um sabão novo. Se tivesse intimidade com ela, perguntaria se não se importaria que eu a ensinasse a lavar roupas!

O marido escutou calado.

Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha estava de novo pendurando lençóis no varal. E novamente a mulher comentou com o marido:

Nossa vizinha continua pendurando lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade, perguntaria se, gostaria que eu a ensinasse a lavar roupas!

E assim, a cada três dias, a mulher repetia esse discurso ao ver a vizinha pendurando roupas no varal.

Passado um mês, a mulher se surpreendeu ao ver lençóis muito brancos sendo estendidos.
Empolgada, foi dizer ao marido:

Veja, finalmente ela aprendeu a lavar a roupa! Será que outra vizinha deu o sabão a ela?
Porque eu mesma não fiz nada...

O marido calmamente respondeu: Não.

Acontece que eu hoje levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela...

E assim é. Tudo depende da janela através da qual observamos os fatos.

Deus nos ajude!

Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir, verifique seus próprios defeitos e limitações.

Antes de tudo, devemos olhar para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos.
Essa é a nossa melhor contribuição.
Extraído.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quarta-feira, 6 de maio de 2009

VIDA CONJUGAL - Antes que o cântaro se quebre

"Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço." - Eclesiastes 12: 6

A vida a dois, nunca foi ou será fácil para ninguém, e isso por uma série de razões que já conhecemos muito bem.


Criação diferenciada, jeito de pensar, cultura, conhecimentos, relacionamentos, e outras séries de fatores adquiridos ao longo da vida, os quais implicam de maneira determinante na caminhada do casal.

Muito embora aconteçam esses choques inevitáveis, há necessidade de que ambos queiram, e se esforcem para que o dia a dia seja positivo, e que os problemas que porventura surjam, não tomem um lugar demasiado grande na vida do casal, afastando-os aos poucos e tornando a comunicação obsoleta.

São vários os sinais que nos alertam de que o relacionamento não está bem, está capenga, ruim das pernas e, a pessoa envolvida em seus próprios sentimentos e atitudes egoístas está caminhando para se quebrar.

As comparações vão se tornando cada vez mais fortes, os defeitos vão sendo mais visíveis, o espaço para os dois se torna pequeno e aí, um dos dois procura preencher a lacuna que jamais deveria ter existido, do lado de fora do casamento.

É só isso que o adversário do casamento quer, para envergonhar os cônjuges, talvez para sempre, de uma aliança abençoada por Deus.

Os votos feitos no altar, nos dias de hoje, são esquecidos facilmente e face aos problemas que se tem, para muitos o melhor é deixar que o "cântaro se quebre"; quem sabe da próxima vez não dá sorte, não acerte?

Ouvi recentemente uma mensagem divinamente inspirada por Deus, sobre: completar-se.

As limitações que temos, são completadas pelo outro, pois Deus na sua infinita sabedoria nos fez assim. E isso não só no corpo de Cristo, mas também na vida conjugal.

Ninguém é pleno sem o outro e há necessidade de humildade para reconhecer essa realidade.

E se o cântaro quebrar ou se já se quebrou? Como concertá-lo? O que fazer?

Deus, sempre Deus.

Mesmo se arrastando e com pouca força, se humilhando e querendo primeiramente, de coração, reatar a comunhão quebrada com Deus, buscando a Sua ajuda. Ele com absoluta certeza nos pegará pelas mãos, segurará firmemente, guiará nossos passos, norteará os pensamentos e fará tudo novo.

Sempre vale a pena acreditar, ter fé e pensar com a mente de Cristo.

Deus conta conosco para envergonhar o adversário.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

terça-feira, 5 de maio de 2009

ANTES QUE O CÂNTARO SE QUEBRE


"Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,"
Eclesiastes 12: 6

A vida espiritual precisa ser cuidada da melhor forma possível. Assim como cuidamos de algo que nos seja precioso, assim também é com a vida espiritual, pois é muito preciosa a nós e, se não zelarmos por ela, ficaremos raquíticos em diversos aspectos da vida e só olharemos e enxergaremos como carnais e não como espirituais.

Lavamos, tiramos o pó, lustramos, tiramos teias de aranhas e colocamos em lugar especial tudo que é precioso para nós e não queremos que acabe não é mesmo? Porém, infelizmente não é assim em muitas situações, no que concerne em obedecer ao Senhor e sua Palavra.

Nutrimos pensamentos, atitudes, situações e tomamos posições, não se levando em conta o próximo.

Até que ponto não se estará prejudicando uma relação de amizade sincera, direcionada pelo Senhor?

Antes que se quebre e se despedace o cântaro junto à fonte...

Você está ali bem pertinho, mas o seu sentimento não é mais espiritual, está a ponto de emaranhar-se, de se perder, de tomar outro rumo não preparado por Deus e, aí é só tristeza, frustração e decepção.

Antes que se quebre a comunhão, as melhores relações e o amor. É necessário parar, repensar, dar um basta aos pensamentos e emoções da “razão” e buscar ajuda no Senhor, para o que era é bom não se perca, ficando apenas o gosto amargo e requentado de algo que já não pode ser mais belo.

Um cântaro despedaçado junto a fonte...

Já pensou o que é isso?

"O homem perverso levanta a contenda, e o difamador separa os maiores amigos" Pv 16.28

Ficando junto à fonte, não seremos de contenda, muitos menos de difamar alguém, antes sim, serviremos uns aos outros como ao Senhor, em amor.

Se você está a um passo de quebrar-se, corra para Jesus logo. Será melhor do que depois, Ele ter que ficar juntando pedaços e cacos, pois o processo será mais lento e dolorido.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

segunda-feira, 4 de maio de 2009

ATÉ AQUI

Quinto mês do ano.

Chegamos até aqui pela grande e infinita bondade de Deus.

Foram muitos os desafios enfrentados neste mês e até pensamos que não iríamos dar conta de alguns, não foi assim?

Algumas pendências deverão ser resolvidas ou até quem sabe serão deixadas para o próximo mês, porém, o importante é continuar na dependência do Senhor, buscando a sua perfeita vontade.

Para o Apóstolo Paulo foi deixado o que se estende para nós ainda hoje:

"a minha graça te basta, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza".

É a "graça" que nos faz avançar e continuar acreditando, pois, se olharmos para a falsidade e maldade que há em muitos, paramos e aí nos perderemos. Mas, a "bendita graça" é que nos faz suportar, perdoar, olhar com olhos de amor, pensar com a mente de Cristo e agir com a bondade que, só aqueles que são diuturnamente moldados pelo “supremo oleiro”, conseguem se doar, mesmo que outros não vejam e saibam: em constante e fervente oração.

Ainda bem que ainda existem crentes que obedecem ao Senhor.

Os dias que nos serão dados, não sabemos, porém o importante é vivermos e agirmos como se fosse o último do nosso viver e mesmo com a nossa fraqueza, teremos a ajuda do nosso amado amigo para vencermos.

Muitos que se acham fortes, não necessitam de ajuda, mas aquele que quer ser aperfeiçoado, mesmo em sua fraqueza, submete-se ao auxilio de Cristo.

Creiamos na vitória diária, em acordar, sentir, ver, tocar, nos alimentar, enfrentar as etapas dos desafios e, enfim, quando a noite chegar, poderemos nos regozijar em Deus e em sua infinita misericórdia.

O mês está apenas começando. Não estamos sós. Há um amigo mais chegado que um irmão e que passará conosco cada manhã, tarde e vigílias da noite.

"Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim de que esperais." Jr.29.11

Avancemos com a nossa pequena força.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quarta-feira, 29 de abril de 2009

AS TRÊS PENERIAS


Por certo cocê já ouviu essa história.

Cuidado no que pensa e fala.

"Tudo que é verdadeiro, tudo que é honesto, tudo que é justo, tudo que é puro, tudo que é amável, tudo que é de boa fama, se há alguma virtude nisso pensai." Fp.4.8

Vamos falar sobre peneira, mas não é daquela que costumeiramente usamos na cozinha. É um outro tipo de peneira. Esta não pode ser vista e nem tocada, porém, ajuda bastante à nossa vida, especialmente no relacionamento com o próximo.

Flávio voltou da escola e entrou correndo em casa. Chamou em seguida pela mãe, indagando dela mais ou menos isto:

Mamãe, o que você acha do Emilio, o nosso vizinho? Hoje, na escola, ouvi dizer que ele...

Espere um momento meu filho, atalhou a mãe:

Antes de vir me contar o que ouviu a respeito do Emilio, você já fez passar pelas três peneiras?

Claro que não; eu nem sei como se faz tal coisa, respondeu o menino.

Pois essa é a melhor maneira de sermos justos em relação ao nosso semelhante.

Vou ensiná-lo agora como se procede, vejamos a primeira peneira:
A da verdade:

A história que você pretendia me contar sobre o vizinho é verdadeira? Os argumentos são comprovadamente reais?

Bem mamãe, eu não posso saber por que foi o José quem contou que o Ari lhe disse que o Emilio havia...

Basta, filho. Tudo está indicando que o comentário não é verdadeiro ou pelo menos não se tem certeza. Logo, através da peneira da verdade essa história já vazou pelos crivos...

Vamos ver então se permanecerá sobre a peneira:
Da bondade:

O que ia me contar sobre o Emilio é algo bom?

Por certo não. Pelo menos não gostaria que falassem o mesmo a meu respeito, respondeu Flávio, já meio preocupado.

Então não devia também contar a respeito de alguém. Como vê a história já escorregou pelos furinhos da segunda peneira.

Só nos resta experimentar a terceira. Trata-se da peneira:
Da Necessidade:
Isto implica dizer: Devo eu contar?

Muitas vezes devemos falar de coisas desagradáveis para que o culpado seja corrigido, mas, você precisa realmente falar a respeito daquilo que ouviu sobre Emílio? É necessário repetir a história?

Não mãe, eu não preciso repetir aquele comentário tão infame.

Bem, então se não é bom, nem necessário e, certamente nem verdadeiro, esqueçamos o fato.

Sua história não permaneceu sobre nenhuma das três peneiras, portanto, não deve ser repetida.

Conte-me, se souber de alguma coisa boa que sabe a respeito do Emilio. Isso é mais conveniente.

Foi aí que Flávio disse à mãe que Emilio cuidava da irmãzinha doente e ainda ajudava em casa vendendo jornais, garrafas vazias e papéis velhos.

É provável também, que em Filipos cultivassem o hábito de falar mal das pessoas, antes de apurar se o fato era verdadeiro. Nem analisavam se o fato de repeti-lo seria bom e conveniente. Daí o ensinamento do apóstolo Paulo:

"Tudo o que é verdadeiro, justo, de boa fama, nisso pensai".

Que esta lição sirva para nós hoje e para todos os dias que nos conceder o Senhor.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

terça-feira, 28 de abril de 2009

DEUS EM TODO TEMPO

Deus em todo tempo

"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia". Salmos 46: 1

A cada dia, posso experimentar que Deus é refúgio. Digo isso porque tenho podido refugiar-me nele a cada circunstância e nível de desafios que enfrento.

E como é bom refugiar-se em tempos de crise! Saber que estaremos sob o “teto” de Deus, e que a mais terrível “tempestade” que vem passando e avassalando tudo não nos atingirá, pois o Ele é o nosso.

Neste refúgio, há proteção do sol e do calor, água pra saciar a sede e alimento para nos manter nutridos. Tudo à nossa disposição, “mesa preparada”, é só estendermos a mão e nos fartar de tudo. É privilégio nosso.

Você vem cansado, afadigado, o deserto parece não ter fim; a poeira, o sol causticante, a vontade de tomar uma água fresquinha!

Quem dera chegar logo ao destino, ao refúgio!

Depois da água, nada como um alimento. Como reconforta, anima. A disposição já é outra, a visão antes turbada pela falta de tantos nutrientes importantes, agora vê com mais clareza. Tudo isso no refúgio.

O mais importante de tudo isso, é que não preciso caminhar milhas, andar quilômetros, percorrer o mundo para encontrar e estar nesse “refúgio”, Ele está à mão, pode ser encontrado em meio ao corre-corre da vida, em meio a uma grande multidão.

Você como eu, já deve ter visto ou ouvido falar de pessoas que, mesmo afligidas por uma enfermidade terrível, ou mesmo não tendo partes de seus membros, encontram “refúgio” em Deus e continuam sendo mais do que vencedoras, dando testemunho de sua fé.

São os ainda considerados heróis da fé, loucos para muitos, mas conquistaram tal intimidade com Deus, que a dificuldade por eles enfrentada, fica em segundo, terceiro, quarto, ou seja, em qualquer plano.

O mais importante é “guardar o contato”, estar no seu “refúgio particular”, com Deus.

Deus ainda continua sendo e sempre será refúgio. Abrigue-se nele.

Deixe a tempestade passar e sairá fortalecido em Nome de Jesus.

Se for para passarmos pela tempestade em meio a trovões, relâmpagos e fortes chuvas, ainda assim, passaremos com a ajuda e na “Força do Senhor”

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quinta-feira, 16 de abril de 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

O CUIDADO DE DEUS


O cuidado de Deus

Hoje é dia de libertação e Deus através de Jesus, quer proporcionar a quem estiver sobrecarregado:

ALÍVIO.

Mas alivio de que?

Ora, do que está lhe oprimindo, deixando-o desestimulado, confuso e sem perspectiva.

Lance os seus cuidados no Senhor!

Já se passaram dias, horas e minutos, e você ainda preso nessa teia, sem saber o que fazer, e o pior de tudo, é que já tem sofrido as conseqüências desse fardo pesado.

Dores de cabeça, no corpo, noites insones, tremores e palpitações, são apenas algumas das conseqüências, isso se já não apareceram outras complicações como: gastrite, úlcera, problemas cardíacos, síndrome do pânico ou uma depressão crônica.

O Senhor Jesus convida:

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma."

Na alma se encontram as emoções, e Jesus que a tudo vê, e sabe o seu estado, quer lhe proporcionar neste dia:

DESCANSO.

"Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve".

Há uma ilustração, que define bem a situação do ser humano que não entrega a Jesus o seu fardo:

Uma velhinha estava à beira do caminho com um fardo atado as costas. Fez sinal, pedindo carona, o que de pronto foi atendida. O caminhão parou, e ela sentou-se na parte traseira deste. O motorista prossegue a viagem e quando chega ao destino, observa que o fardo continuava atado às costas da velhinha.

Moral da estória:

Ela teria feito uma viagem mais bem sucedida, se tivesse tirado e colocado o fardo no caminhão, sentir-se-ia aliviada e descansada.

Existem muitos fardos pesados e solitários, porém Jesus como nosso melhor amigo, quer nos ajudar a carregá-lo.

Só estaremos a sós nessa viagem, se quisermos.

Chame o AMIGO!

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

terça-feira, 14 de abril de 2009

CASAMENTO - DESISTIR, NUNCA


Casamento - Desistir, nunca.

Uma das virtudes que marca aquele que confia em Deus é a perseverança.

Sei perfeitamente que, em se tratando de vida a dois, relacionamento conjugal, nem sempre é fácil, mas sempre vale à pena tentar, investir, fazer a sua parte no relacionamento, doando-se sem esperar pelo outro. Isto se você ainda acredita que casamento é projeto de Deus, e “até que a morte os separe”.

Digo isso, porque infelizmente há muitos que não mais acreditam e, em face aos problemas buscam o rompimento do casamento, do relacionamento, como se isso fosse possível.

Aparentemente, se esquecem de uma vida construída que engloba tudo que foi amealhado durante esse tempo: maturidade, sentimentos, filhos, e, vai-se apenas pensando nos bens materiais, sem dar o mesmo crédito ao que não é perecível.

Felizmente há aqueles que ainda acreditam e temem a Deus quanto ao casamento, e a despeito das vozes exteriores que de qualquer jeito tentam inculcar o pensamento mundano, tem se saído vitoriosos no seu dia a dia, mesmo com os desafios e problemas que sempre acontecem.

Buscar em Deus aconselhamento, refugio e fortaleza, é para aqueles que acreditam como Jó no capitulo 14: 7, 8 e 9, que diz:

"Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó, ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta".

Assim também é em nossa vida. Acontece conosco; as primeiras a caírem são as folhas que podem ser simbolizadas pelo: amor, respeito, compreensão, paciência, cumplicidade e outros.

Faça uma analise. Veja o que você perdeu e o que se foi com os “baques” da vida.

Se você quiser, ainda há esperança!

Depois das folhas, o que cai é o tronco, deitado e inerte, mas, ainda assim há esperança, pois há a raiz e, se esta estiver bem enraizada e firmada no Senhor, se fará tudo novo.

Depende de nós dizermos “sim” para Deus, e Ele fará com que todas as coisas contribuam para o nosso bem.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

segunda-feira, 13 de abril de 2009

TESOURO

Tesouro, quem não os tem?

Segundo o dicionário Aurélio, tesouro é definido assim:

"Grande porção de dinheiro ou de objetos preciosos".

Como é bom tê-lo, logicamente se há sabedoria em usá-lo.

Por muitas razões, alguns não pensam assim. Experiências dolorosas e amargas, levam muitos a dizer e cometer verdadeiros desvarios por conta de ações mal empreendidas.

Famílias são dizimadas, relações são cortadas, pessoas tiram a vida de outras ou de si mesmas, tudo por causa desse “tesouro”, que pode trazer ou fazer, tanto bem quanto mal.

A própria Palavra nos adverte que, o dinheiro é a raiz de todos os males e sabemos que é bem por aí mesmo e, acredito ainda que todos nós temos uma experiência nesse sentido.

"Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração" Mt 6: 21.

A falta de confiança em Deus leva o ser humano a confiar única e exclusivamente nos bens materiais, a manipular outros, pois tem o seu tesouro como seu “bem maior”, e aí acha que tudo pode e que sem esse, não está seguro, podendo sucumbir a qualquer momento e ficando a mercê de outros.

Infelizmente não são poucos que assim pensam, colocando o coração em coisas frívolas, fugazes e não no Senhor.

Inquietação, irritabilidade, males físicos, são apenas algumas das conseqüências que nos advêm, quando nosso coração está absorto no que é perene. E, não é só no vil metal que às vezes se confia e está aparentemente seguro.

Pode ser: no cônjuge, no filho, nos pais, na empresa e em muitas outras coisas que tomam o lugar de Deus na nossa vida. O problema é que tudo passa; só o Senhor permanece para sempre e não há perigo de afundarmos.

Que neste dia, e em todos os outros que o Senhor nos conceder, o nosso coração possa estar no maior e melhor tesouro que se possa ter.

O SENHOR

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

sábado, 11 de abril de 2009

INGRATIDÃO POR UM ERRO DE INTERPRETAÇÃO


INGRATIDÃO POR UM ERRO DE INTERPRETRAÇÃO

"Anunciar de manhã a tua benignidade, e à noite a tua fidelidade". Salmos 92: 2.

Fidelidade é também símbolo de perseverança. Portanto, permanecer fiel é muitas vezes, cumprir os deveres em todos os aspectos da vida em qualquer contingência, sem jamais esmorecer.

Isto significa que, tanto nos momentos de felicidade como de tristeza; na saúde ou nos dias de sofrimentos e infortúnios, na fartura assim como nas dificuldades, não permitir que o ânimo se arrefeça.

Tais considerações não se referem apenas ao relacionamento entre o ser humano e o seu semelhante, mas também, e muito mais ainda, entre o homem e Deus. Todavia, percebemos que os resultados da fidelidade em relação a Deus são invariavelmente coroados de vitória, galardão, enquanto essa mesma fidelidade entre homem e homem poucas vezes tem sido reconhecida, acatada e muito menos retribuída.

Veja essa história:

Certa vez, um senhor cujos anos de vida haviam sido marcados por sérios problemas, especialmente os últimos, chamou a esposa e ao lado dela pôs-se a ponderar os acontecimentos cruéis desse negro período:

Pois é mulher, há dez anos nos casamos e durante esse tempo só temos enfrentado lutas. Lembra-se de quanto batalhei para comprar aquele pedacinho de chão? Só com meus braços lavrei a terra e lancei a semente, porém, quando estava contando com uma farta colheita, veio a geada e tudo se acabou, menos você, que resignadamente permaneceu do meu lado sem fazer cobranças. Vendi a terra e comprei um caminhãozinho velho. Comecei a trabalhar no transporte de cargas, quando as dividas foram sanadas e contávamos guardar alguma economia visando a casa própria, o caminhão capotou. Saí ileso, mas o veículo incendiou-se e mais uma vez nada restou a não ser você, que continuava firme do meu lado, sem o menor desânimo.

Diante de tantas expressões de reconhecimento, a esposa já sentia uma enorme emoção, mas, deixou que ele continuasse a falar:

Desesperançado, só consegui o trabalho de gari. Semanas amargas, meses e anos de lutas e, quando tudo indicava que sairíamos da miséria, fui despedido.
Outra vez vi o mundo como que desabando sobre mim, esmagando cada sonho, cada lampejo de esperança e varrendo tudo, menos você, que continuava firme ao meu lado.

Agora me sinto derrotado... E sabe, mulher, o que sinceramente penso de você depois de tudo isso?

Um nó na garganta sufocava a esposa, enquanto lágrimas quentes rolavam teimosamente por suas faces. Tentava penetrar no pensamento do marido, enquanto concluía consigo mesma:

Pobre homem! Marcado certamente por tantos desenganos, não deixa, entretanto, de reconhecer a minha fidelidade.

Todavia, a conclusão do marido estava longe de ser esta. E foi assim que ele friamente concluiu o seu pensamento, dizendo com certa ironia:

Mulher foi você o grande azar da minha vida.

Felizmente, são raras as criaturas ingratas a esse ponto, mas abemos que elas existem!

Dá para acreditar?

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

sexta-feira, 10 de abril de 2009

PERDÃO - DÊ MEIA VOLTA


Dê meia volta!

Existem situações na vida que nos levam longe de mais e, aí fica difícil fazer a volta, ou seja, retornar.

É como perder a entrada do retorno quando estamos em uma via. Temos que percorrer mais alguns quilômetros até o próximo, e aí vai mais combustível, mais tempo, isso é: mais aborrecimentos.

Às vezes, na obstinação, vai-se tão longe, que há envolvimentos com terceiros e as complicações vão se intensificando a tal ponto, que se torna a volta dolorosa e penosa.

Por que ficar adiando, tome logo a decisão de dar marcha ré. Assim fazendo, menos pessoas, incluindo você, sofrerão.

Infelizmente, alguns de nós humanos, em nossa insensatez e arrogância, tomamos posições devastadoras, muito embora achando que é a melhor coisa a se fazer e ainda achando que estamos certos.

Não mais se consulta a Deus e quando fazemos isso, já chegamos com desculpas esfarrapadas, não permitindo que Ele fale, tal é a falta de sensatez. Daí os problemas e traumas na vida, mas também, não se quer ouvir a voz da consciência, quanto mais a de Deus.

Tolo é quem assim procede, pois a Palavra nos diz:

"o caminho para a vida é daquele que guarda a correção, mas o que abandona a repreensão erra". Pv. 10: 17

Seja qual for a situação em que você se acha, há solução.

Ás vezes, dizemos que só para a morte não há solução, mas, até para ela há sim, basta Deus querer e a pessoa retorne à vida.

Certa vez fui levar a Palavra em uma igreja em Volta Redonda - RJ, e falava sobre o perdão, dar meia volta e alcançar a vitória, quando ouvi de uma Irmã, médica por profissão, e que estava cancerosa. Havia muito que fora humilhada pelo pastor da igreja que freqüentava, e guardou ressentimentos e mágoas, resultando em doença no seu corpo físico. Abatida, deixou de freqüentar o templo, isolou-se da comunhão com os irmãos e herdou este terrível mal. Seria tão mais fácil e menos doloroso, se desse meia volta, mesmo sendo injustiçada.
É Deus quem nos justifica.

Estejamos alerta e se preciso for, vamos dar meia volta com a ajuda do Senhor.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quinta-feira, 9 de abril de 2009

DA TEMPESTDE Á BONANÇA


Da tempestade à bonança

Em sua Palavra, o Senhor nos alenta dizendo:

"Porque a sua ira dura só um momento, uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo." Salmos 30: 5

Que conforto é saber que temos em Deus, abrigo, conforto, consolo, amizade e tantas outras coisas que nos fazem bem e nos dão animo para continuar.

Tantas têm sido as experiências amargas que marcam a vida do homem a cada dia, e essa amargura nem sempre tem a sua origem na morte que nos separa das pessoas que amamos. Há momentos de dor e aflição que arrancam mais lágrimas do que mesmo a morte de um ente querido. Quantos de nós já não passamos por isso?

Ser mal julgado, incompreendido e acusado injustamente, por exemplo, são situações que arrasam, deprimem e magoam profundamente.

Não são poucas as pessoas que tem sofrido na própria pele esses dissabores, chegando até mesmo a tomarem remédios controlados, serem assistidas por psicólogos, psiquiatras e outras até internadas, tal o nível de estresse que enfrentam.

Entretanto, é grato saber que todas essas coisas passam, as marcas se apagam e, mesmo que não se apaguem, já não causam mais dor, e as magoas são esquecidas, dando lugar à misericórdia e ao amor de Deus, que permanecem para sempre.

Se neste exato tempo você estiver enfrentando uma tempestade, abaixe-se, se abrigue no Senhor, pois Ele proporciona conforto e calor e, quando ela passar, com certeza você sairá ileso.

Apesar de toda a aflição e de todo prejuízo sofrido, ao amanhecer despontará a alegria que superará toda a amargura.

Acredite, Deus peleja por nós.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

quarta-feira, 8 de abril de 2009

CHAME O CHEFE


CHAME O CHEFE

"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós." 1 Pe 5: 7

Não há nada que se compare ao alivio sentido por uma pessoa que busca a Deus em oração, e que de repente percebe com toda clareza a resposta dada á sua súplica.

Em contraposição, é lamentável observar tanta gente caminhando arcada com o peso dos seus problemas, e sempre lutando na tentativa de se livrar da carga pelos seus próprios esforços, como se isso fosse possível! E no fim, qual é o resultado dessa batalha pessoal?

Na maior parte das vezes, esses problemas se avolumam e se complicam ao ponto de levar a pessoa ao desespero.

Por que, então, não colocar de imediato nas mãos do Pai as nossas ansiedades?

Estarão os homens tão desinformados?

Não sabem eles ainda, que Deus tem cuidado de nós?

Uma jovem tecelã, já com alguns anos de experiência na área têxtil, conseguiu vaga numa grande indústria de tecidos.

Logo que foi encaminhada ao setor de tecelagem, observou que havia uma enorme placa na parede daquela ampla sala de trabalho, contendo o seguinte aviso:

"Se o fio se emaranhar, chame imediatamente o chefe."

Foi-lhe designado um tear de porte médio e, confiante começou o seu trabalho.
Como nova operária, desejava produzir o máximo para ter garantida a sua permanência ali e também se impor como tecelã experiente. Tudo parecia estar saindo bem e o chefe da sua seção mostrava-se entusiasmado com a sua capacidade e rendimento.

Certo dia, entretanto, descuidando-se por um momento do trabalho, os fios do seu tear se emaranharam. Desligou-se imediatamente.

Pensando que fosse uma coisa simples de acertar e confiando demasiadamente em seus conhecimentos em torno da situação, tentou por si mesma ajeitar os fios para então prosseguir na execução da tarefa.

Puxa daqui, desenrola dali e nada! Em vez de endireitar os fios ela só conseguiu complicar ainda mais o problema. Só então se lembrou dos dizeres da placa e chamou o chefe.

Este, ao chegar, constatou que a situação havia sido complicada; e olhando para a placa colocada bem à vista, perguntou:

A senhora tentou endireitar os fios sozinha?

Sim, senhor, eu na verdade tentei, porém, como vê, não consegui.

E por que não me chamou imediatamente conforme a orientação da placa?

Desejando justificar-se, a jovem tecelã respondeu ponderando:

Bem, de inicio o problema me pareceu muito simples e, afinal, o senhor há de convir que fiz o melhor que pude para solucioná-lo sem ter de lhe causar mais uma preocupação entre tantas outras que já tem.

Isto é o que a senhora pensa, saiba que na realidade não fez o melhor, porque o certo seria chamar-me incontinenti. Não teria perdido tempo, não teria perdido tanta matéria prima e nem teria se desgastado numa tentativa inútil. Da próxima vez, chame por mim antes de tomar qualquer decisão.

Fique na paz do amado e até breve.
Sarah Virgínia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails