Um lugar para compartilharmos as coisas da família, cura interior e do cotidiano, sempre à Luz da Palavra de Deus.

domingo, 4 de maio de 2008

CUIDADOS DIÁRIOS NA VIDA MATRIMONIAL



Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que fazem mal as vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor” Cantares de Salomão 2: 15

Ao ler este versículo na Palavra de Deus, sou levada a pensar nas pequenas coisas diárias, que um casal necessita estar apercebido para que as raposinhas não venham e danifiquem o que está sendo construído em um relacionamento.


Essas raposinhas são terríveis, sagazes, sedutoras e ardilosas. Fazem mal à vinha, que com certeza você está cultivando da melhor maneira, fazendo o que lhe cabe como marido ou mulher, para que a cada dia esse caminhar juntos seja o mais benéfico possível.


Essas raposinhas fazem mal à vinha, enfraquecendo a terra e roubando o fruto do amor.


As tais podem ser facilmente identificadas, pois se manifestam de várias maneiras, como consequências de situações comuns aos casais:

    • Prioridades erradas;
      Crianças pequenas que desgastam você;
      Adolescentes que não vão dormir e teimam em ficar na Internet;
      Pressões financeiras;
      Saúde combalida;
      Programações acumuladas;
      Conflitos não resolvidos, etc

Se enumerarmos, são muitos os estragos feitos por essas raposinhas, as quais fazem muito mal à vinha.

A plantação de sua vinha pode ainda estar no começo, onde a terra está sendo preparada e o solo adubado. Quem sabe esteja no momento em que as sementes estejam sendo plantadas, ou mesmo no tempo da rega ou das podas, ou quem sabe até já esteja na hora da aplicação dos fertilizantes ou até mesmo já no tempo da colheita.

Não importa, todo cuidado é pouco e devemos estar sempre atentos para que antes das raposinhas, não venham os pulgões, as cochinilhas e outras pragas que vão corroendo, até que a vinha fique totalmente aberta vulnerável às rapozinhas.

É o Supremo Agricultor que nos alerta quanto a este mal, e nos dá uma ordem imperativa:

Levanta-te, amiga minha, formosa minha, e vem. Porque eis que passou o inverno: a chuva cessou e se foi. Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega. Cantares de Salomão 2: 10-12.

É hora de agir, de deixar que o supremo criador em sua soberania, conduza o leme desta embarcação para que esta JORNADA A DOIS seja a mais agradável possível.

Fique na paz do amado e até breve.

2 comentários:

Religião e Cultura disse...

Oi Sarah!
Parabens pelo Blog.
Deus abençoe!
Pr. Bertoni

marcio disse...

a paz minha pastora, eu creio que atravez deste blog muitos serão trasformado pela palavra de Deus pr marcio garcia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails